Notícias FENTECT

home » Notícias FENTECT
6 de Outubro de 2018 às 12:10

A hora é agora: o futuro dos Correios depende do voto do trabalhador

Neste domingo, ao apertar a tecla verde, o trabalhador precisa ter consciência das consequências do voto e saber escolher pelo bem da estatal em todo o Brasil

Este ano, as campanhas eleitorais pelo País foram marcadas por discursos calorosos, brigas partidárias e a disseminação do ódio. Apesar de muita gente nova aparecer na tentativa de fazer parte da política como opção de um futuro inovador, os velhos sobrenomes continuaram a reaparecer, como nos outros pleitos, demonstrando ainda mais intolerância com os diretos dos trabalhadores e cada vez mais interesses no lucro e no empresariado.

Recentemente, uma das candidaturas à presidência do Brasil falou abertamente, por meio de um representante, sobre privatizações e concessões de empresas públicas e estatais, deixando claro que esse será o caminho adotado em caso de vitória. Sabe-se que o fantasma da privatização assombra os Correios não é de hoje e a estatal sempre esteve no início da fila do governo corrupto para ser vendida.

São mais de 350 anos em risco. A empresa, que tem papel social e atende a praticamente todos os municípios brasileiros pode, em breve, deixar de atuar em suas funções principais, caindo nas mãos dos empresários que não vão tão longe. A promessa dos governos fascistas e sem ideologias sociais não contempla as minorias, pelo contrário, submetem essas populações ainda mais à precariedade. Assim começa o sucateamento da estatal, desde a gestão interna dos Correios, até o balcão de atendimento.

Por isso, a FENTECT repudia as declarações desses candidatos que nada ou pouco sabem da realidade dos trabalhadores do país e colocam em jogo as conquistas das diversas categorias em prol de um desenvolvimento que vai gerar lucro apenas para os ricos. Em nada essa realidade muda a má distribuição de renda do Brasil e a precariedade dos segmentos prioritários, como saúde, educação e segurança, que são direitos constitucionais.

Não se trata somente da eleição do novo presidente, mas, também, da próxima gestão dos Correios, já que a política faz parte do dia a dia da estatal. Logo, é preciso atenção total para que o voto de cada trabalhador dos Correios não seja o responsável pelo fim dos empregos, dos benefícios, direitos e, muito pior, da própria empresa no país.


Outras Notícias

Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas dos Correios e Similares - FENTECT

SDS, Ed. Venâncio V, Bloco R, loja 60 - Brasília/DF - CEP:70393-900 - Fone/Fax:(61) 3323-8810 - fentect@fentect.org.br