Notícias FENTECT

home » Notícias FENTECT
17 de Agosto de 2016 às 20:44

Comando de Negociação e ECT fecham calendário para reuniões da campanha salarial

Nesta quarta-feira (17), conforme acordado entre o Comando de Negociação da FENTECT e a ECT, na última semana, foi realizada a primeira reunião da Campanha Salarial 2016/17, na Universidade dos Correios, em Brasília. Compareceram 28 representantes dos trabalhadores (as), pela FENTECT, de várias partes do País. Também estava presente o novo presidente dos Correios, Guilherme Campos, na abertura do encontro.

Em acordo entre as partes, o calendário das próximas reuniões, para debater as cláusulas para o Acordo Coletivo de Trabalho 2016/17, seguirá a seguinte ordem:

18/08 - Das Questões Sociais
23/08 - Das Disposições Gerais
24/08 - Das Relações Sindicais
25/08 - Da Saúde do (a) Trabalhador (a)
30/08 - Das Condições de Trabalho
31/08 - Dos Benefícios
01/09 - Das Questões Econômicas
08 e 09/09 - Pendências

Neste primeiro encontro, ficou determinado que a mesa de negociação será formada por todos os integrantes do Comando de Negociação, conforme os anos anteriores. A representação dos trabalhadores (as) solicitou dados sobre contratação direta, venda e locação de imóveis sem licitação, despesas com plano de saúde, custos de despesas com pessoal detalhados ao máximo e despesas detalhadas do desempenho econômico financeiro. Ainda, a quantidade de pessoas fora do quadro da empresa na Postal Saúde e CorreiosPar, entre outras informações pertinentes para transparência com a categoria.

O comando solicitou também que a ECT cumpra com as cláusulas e o Acordo vigente. A representação salientou que debaterá o que já é direito dos trabalhadores, seja por lei ou acordado entre as partes.

O presidente dos Correios demonstrou preocupação com as paralisações durante a campanha salarial e fez o compromisso de participar de alguns momentos da mesa. Além disso, pediu aos trabalhadores (as) atenção ao déficit de R$ 2,1 bilhões, que pode chegar à cifra de R$ 3,9 bilhões, caso a ECT precise arcar com a RTSA e afirmou que o maior custo da empresa é com as despesas de pessoal e o Postal Saúde é a maior sangria com custo de R$ 1,6 bilhão em 2015.

Segundo a ECT, em 2014 a empresa começou a apresentar prejuízo. Este ano, de acordo com as contas dos Correios, os gastos com despesa de pessoal marcaram 64%. O Comando de Negociação solicitou dados ainda mais precisos para os debates das próximas semanas.

Não à Privatização
O presidente dos Correios disse aos representantes dos trabalhadores (as) que o presidente interino do Brasil, Michel Temer, descartou a possibilidade de privatização da empresa. Afirmação contestada pelos presentes, que pediram a formalização do posicionamento do governo federal, tendo em vista que não há nenhuma nota oficial ou lançada pela mídia sobre o assunto e garantiram, também, que as negociações continuarão sendo pautadas na luta pela não privatização dos Correios e pela empresa 100% estatal.

As reuniões continuam nesta quinta-feira (18), a partir das 9h30, na Universidade dos Correios, em Brasília.

Galeria de Fotos


Outras Notícias

Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas dos Correios e Similares - FENTECT

SDS, Ed. Venâncio V, Bloco R, loja 60 - Brasília/DF - CEP:70393-900 - Fone/Fax:(61) 3323-8810 - fentect@fentect.org.br